BR Week

10 Startups latino-americanas para ficar de olho

Quais são os negócios nascentes que têm se destacado na América Latina e são candidatos a alcançar o Bilhão de Dólares de faturamento. Conheça
Por Camila Mendonça

O empreendedorismo ainda tem um longo caminho a ser percorrido no Brasil. A falta de políticas de estímulo aos novos negócios infelizmente ainda é recorrente. Ainda assim, temos grandes ideias surgindo no País e nos países vizinhos.

A necessidade por novos serviços e produtos faz com que os empreendedores invistam em ideias cada vez mais inovadoras e que fazem a diferença para os consumidores. Algumas até começam a fazer sucesso lá fora.

O site norte-americano CIO from IDG levantou algumas startups de países da América Latina (Latin-X) que, segundo a publicação, merecem sua atenção este ano. Na lista, há muitas brasileiras:

Inscreva-se no BR Week 2017 e não perca as oportunidades da hora da virada!

As 20 Startups promissoras

1. Konfio

É uma startup mexicana que consegue fundos para outras startups. Seu processo é muito mais simples do que conseguir um empréstimo de um banco. Segundo a CIO, a startup tem provado ser um modelo de negócio eficiente.

2. Conekta

Pequenos empresários que querem começar um negócio on-line podem ter problemas para receber os pagamentos pelos seus produtos ou serviços. A também mexicana Conekta processa pagamentos, simplificando o procedimento para empreendedores.

3. Clip

Um serviço de pagamento mobile baseado fora do México. O objetivo desta startup é facilitar o processo de realizar pagamentos entre os falantes de espanhol.

4. Platzi

Site de educação que oferece aos empreendedores a chance de aprenderem as habilidades necessárias para começarem seus próprios negócios. O Platzi oferece cursos em design, programação, marketing e muito mais. Embora tenha sido fundada na Colômbia, a plataforma tem cursos em várias línguas.

5. Yogome

Educação não é importante só para empreendedores. A Yogome usa centenas de jogos para ensinar às crianças a desenvolverem diferentes habilidades que devem ajuda-los ao longo da vida. As crianças irão se engajar nos jogos, enquanto aprendem desde a soletrar até matemática.

6. Nubank

Já conhecido pelos brasileiros, o Nubank é um banco mobile, que pretende simplificar o dia a dia financeiro das pessoas, principalmente aquelas não bancarizadas. Embora seja brasileira, a empresa tem por objetivo causar um impacto global ao longo dos anos.

7. Cornershop

A Cornershop quer ser a solução para aquelas pessoas que não têm tempo para fazer suas compras. A startup oferece os mantimentos em apenas 90 minutos após suas compras. Embora atendam apenas alguns poucos supermercados no México, a ideia da empresa é expandir para diversos países.

8. Kubo Financiero

A Kubo Financiero é uma startup investidora. Começou como uma empresa de empréstimos, oferecendo rapidez e baixas taxas. Agora, cresceu e se tornou uma empresa de investimentos, além de usar dinheiro investido para criar empréstimo para outras empresas.

9. Bluesmart

Apesar de seus fundadores serem latino-americanos, a Bluesmart já é global. Seu sucesso se deve a um produto inovador: a bagagem moderna. Com sensores, a mala carrega o smartphone, pode ser travada remotamente e se pesa sozinha, antes do viajante chegar ao aeroporto.

10. InfoPrice

Muitas startups e pequenos negócios oferecem bons produtos, mas nem sempre eles sabem onde é o melhor lugar para vendê-los. O InfoPrice conecta vendedores aos mercados e lojas adequados para ampliar as margens e aumentar as vendas.

Cada vez mais, as startups são encaradas como aliadas dos negócios. É por isso que elas não vão ficar de lado no BR Week 2017. Não perca! As inscrições estão abertas!



X

Compartilhar artigo

Envie este artigo para um amigo


X

Preencha Este Formulário

nós queremos te conhecer melhor