BR Week

6 Obstáculos que impedem uma parceria efetiva entre empresas e startups

Pesquisa da The Boston Consulting mostra que há um forte interesse entre empresas e startups para efetivar parcerias. Mas há obstáculos. Conheça-os e evite-os

Por Camila Mendonça

Fazer parcerias com startups está no escopo de várias empresas – ainda mais no varejo. Elas unem a agilidade que um grande varejista não consegue ter com a inovação que o setor tanto busca. Elas enxergam nos problemas da cadeia do setor oportunidades de criar negócios lucrativos e inovadores.

Não à toa está no escopo tanto das startups como das empresas. O estudo “What Deep-Tech Startups Want from Corporate Partners”, lançado pelo The Boston Consulting Group (BCG), mostra que a parceria com grandes empresas é uma das estratégias utilizadas por startups de alta tecnologia para desenvolvimento do seu negócio.

Inscreva-se no BR Week 2017 e não perca as oportunidades da hora da virada!

A pesquisa mostra que enquanto 95% dos empreendedores querem desenvolver essas parcerias a longo prazo, apenas 57% conseguem fazer isso de fato. Segundo o estudo, quando buscam parcerias corporativas, 25% das startups colocam o financiamento como prioridade.

O que elas querem mesmo é acesso ao mercado: este é o motivo para parceria com empresas para 43% dos empreendedores pesquisados. Conhecimento do negócio é a segunda principal razão, apontada por 25% dos respondentes.

Obstáculo

Apesar de considerar a parceria como estratégica, tanto empresas como startups encontram obstáculos pelo caminho para que essa parceria seja efetivada de forma satisfatória.

“As grandes empresas que querem trazer startups de alta tecnologia para seu portfólio precisam considerar cuidadosamente as necessidades específicas dessas operações jovens, especialmente onde as startups estão em seu desenvolvimento e que tipo de apostas as maiores empresas estão fazendo. Ambos os lados também precisam elaborar o ajuste da estrutura da colaboração e especificar como as duas entidades irão realmente trabalhar em conjunto”, disse a consultoria no estudo.

A pesquisa identificou quais são os obstáculos que precisam ser superados:

1. Startups com preparação inadequada, incluindo falta de transparência na proposta de valor, aplicação e conceito;

2. As duas partes falham em definir claramente como será a relação desde o início, incluindo visão, negócios, conhecimento e objetivos de recursos humanos;

3. Falta de alinhamento sobre timing e processos – gerada pela complexidade e demora em decisões corporativas;

4. Falta de status e papeis claros para as startups dentro da empresa maior;

5. Nenhum patrocínio de alto nível para a inicialização dentro da corporação;

6. Falta de buy-in do negócio no lado corporativo.

O BR Week identificou a necessidade das empresas do setor em tecer parcerias efetivas com startups. Por isso, preparou uma programação especial. Além do painel “Startups: sua loja ainda vai ter uma”, onde apresentará startups relevantes para o setor, o BR Week 2017 também apresentará uma competição universitária. E tem mais novidades por aí! Não perca! As inscrições já estão abertas!



X

Compartilhar artigo

Envie este artigo para um amigo


X

Preencha Este Formulário

Nós queremos te conhecer melhor