BR Week

O futuro dos meios de pagamento que vão melhorar a experiência do usuário

Diretor da Stone conta como acessórios e equipamentos tecnológicos como pulseiras e aplicativos de celulares vão transformar os meios de pagamento

Por Mariana Lima

Celular, pulseiras, óculos. Acessórios e eletrônicos que são usados no cotidiano em futuro próximos serão utilizados também como forma de pagamento.

Bernardo Carneiro, sócio da Stone, fala sobre o futuro dos meios de pagamento e como isso afetará a experiência dos usuários.

A empresa, a primeira do País a atuar no mercado de adquirência sem ser uma instituição financeira, aposta em soluções de pagamentos diferentes para as empresas atenderem melhor seus clientes.

“Esqueça a diferença de falar que o seu cliente é digital ou físico. Não existe o cliente da loja ou do site, provavelmente é o mesmo cliente. Toda vez que você trata ele separado, vai prejudicar a experiência dele”, alerta Carneiro. “E a melhor experiência possível é quando o cliente paga sem perceber que está pagando”, completou.

Cases

Carneiro usou serviços prestados à outras empresas para exemplificar como é possível usar a tecnologia a favor dos meios de pagamento.

1. Abastece aí

Aplicativo feito para o Posto Ipiranga possibilita o pagamento do consumo e serviço no local e acesso ao plano fidelidade da empresa.

“Quando falamos em inovação pensamos logo nas empresas de tecnologia. Mas nesse caso é um posto de gasolina que pretende modificar a experiência na hora de abastecer”, explicou Carneiro.

2.$netPDV

Usar a pulseira como forma de substituir o cartão de crédito é a ideia dessa parceria. A tecnologia foi usada em grandes eventos recentes como a Olimpíadas e Tomorrowland.

“O cliente pode comprar cargas de crédito pré-pago pela página de e-commerce ou abastecer em um espaço dentro do evento. Poder pagar apenas com a pulseira melhora a experiência e facilita o fluxo de pagamento”, disse.

3. voceQpad

O sistema facilita o fluxo das lojas em horário de pico agilizando os pedidos e pagamentos pelo aplicativo.
“Quem não gostaria da experiência de poder pedir de casa e chegar no local e a sua comida já estar pronta e paga só para você comer, sem precisar pegar filas ou esperar?”, conclui.

Confira a cobertura completa do BR Week 2017.



X

Compartilhar artigo

Envie este artigo para um amigo


X

Preencha Este Formulário

Nós queremos te conhecer melhor