BR Week

Sua marca conversa com os geeks? E com os gamers?

Especialista mostra a diferença de perfis entre geeks e gamers e fala sobre como encantá-los.


Por Gabriella Sandoval

“O videogame já foi coisa de nerd. Hoje, estamos em um novo momento”. Foi assim que Danilo Parise, diretor de marketing e produtos da Sioux – agência de tecnologia interativa e gamificação – começou seu painel “Jogos e o engajamento geek como um aliado para o varejo de rua”, no BR Week. O especialista destacou que esses “novos nerds” têm voz ativa e não se escondem mais atrás do computador. “Mark Zuckerberg contribuiu para o fim desse estereótipo”, disse Parise.

O especialista, que nos últimos anos trabalhou na indústria de games como gerente de produto do Xbox e Games for Windows (PC) pela Microsoft, foi um dos responsáveis pelo lançamento de Xbox One no Brasil. O mercado de games fatura 1,8 bilhão de dólares por aqui. “Somos o número 1 na América Latina em faturamento e o 12º no mundo”, destaca Parise.

  • Para que o varejo entenda melhor o seu público, ele trouxe um recorte que mostra as diferenças entre os geeks e os gamers. Confira:Geeks
  • Têm entre 18 e 34 anos
  • 83% jogam algum tipo de game
  • 94% têm smartphone
  • 91% compram online
  • 75% gostam de quadrinhos
  • 89% se alimentam de forma saudável

    Gamers
  • Têm entre 25 e 36 anos
  • 54% são mulheres
  • 74% jogam em mais de um dispositivo
  • 78% jogam no smartphone
  • 52% compram jogos no varejo tradicional
  • 86% jogam com os filhos

Fonte: Omelete e Pesquisa Game Brasil

“Geeks são as pessoas que gostam de tecnologia, quadrinhos e cultura pop. Já os gamers sabem tudo sobre o mercado de jogos”, diz Parise. “São consumidores com profundo conhecimento do que estão consumindo”.

Não à toa, disse ele, existem lojas especializadas nesse público, como a geek.etc.br (uma iniciativa da Livraria Cultura), a UZ Games, a Ludus Luderia (um bar especializado em jogos de tabuleiro), a Geek House (loja de quadrinhos que oferece um espaço com café para encontros e jogos) e o Gibi Cultura Geek (um bar especializado em cultura geek). “Esse tipo de consumidor quer ter contato com vendedores especializados. Ele tem confiança no varejo físico. Estamos falando de um mercado em ascensão que não pode ser ignorado”.

Confira aqui a cobertura completa do BR Week



X

Compartilhar artigo

Envie este artigo para um amigo


X

Preencha Este Formulário

nós queremos te conhecer melhor