Especialistas discutem as mudanças do marketing na era ominicanal

Mediado por Beth Furtado, sócia-diretora da Alia Mkt Decode, painel contou com executivos da Hering, do Magazine Luiza e da Tecnisa

Por Gabriella Sandoval

Uma construtora sem agência de publicidade e que não anuncia mais em uma página sequer de jornal. É assim que a Tecnisa vem se comportando diante da mudança na forma de se comunicar com os consumidores. Diretor de marketing da empresa, Romeo Deon Busarello disse que lida, agora, com competências que não estão ligadas ao seu negócio, como big data, analytics e inteligência artificial. “Matemarketing é a minha profissão agora”, disse.

Segundo ele, a marca vem investindo em novas plataformas, como o Pinterest, e em tecnologias como a realidade virtual. Um dos apartamentos foi exposto dessa forma aos interessados ao invés de um decorado. “Cerca de 65% das nossas vendas têm origem nos smartphone”, disse Busarello. Recentemente, a construtora fez uma parceria com a Multiplus. Para vender um apartamento avaliado em R$ 2 milhões, ofereceu aos interessados que tinham conta na Multiplus um milhão de milhas. A parceria foi um sucesso.

Diretor de Marcas da Cia. Hering, Edson Amaro disse que a empresa, que tem mais de 16 mil pontos de venda espalhados pelo País e franquias em no Uruguai, na Bolívia e no Paraguai, mergulha nos hábitos dos consumidores. “Estamos saindo da era do transacional para criar uma relação com os nossos clientes”, disse.

Já o Magazine Luiza investe pesado no seu e-commerce, que cresceu 64% no primeiro trimestre deste ano, sem deixar de lado o cuidado com as lojas físicas. “Não adianta ter só e-commerce a loja precisa se transformar”. Recentemente, a empresa passou a adotar o Google Local Inventory Ads, uma tecnologia que combina o estoque físico das lojas com a localização do consumidor. Ou seja, ao usar o famoso buscador para encontrar um produto, ele é informado sobre a loja mais próxima onde pode adquiri-lo. O Magazine Luiza fechou o ano passado com R$ 14 bilhões em vendas totais em 2017 e 858 lojas pelo País.

Confira, aqui, a cobertura completa do BR Week